Discurso de ódio? Isso é muito Black Mirror…

Provavelmente vocês já devem ter assistido Black Mirror, pelo menos pela quantidade de gente que encheu o saco falando da série, acredito que teve bastante audiência…  Quero comentar aqui vários episódios, mas um me chamou mais a atenção por ser um tema muito próximo da nossa realidade, nossa realidade na internet pra ser mais específico, tanto que eu acabo de ver a notícia de que o Twitter vai banir permanentemente o usuário que na opinião deles fizer um discurso de ódio, discurso de ódio na internet pra quem não sabe, é qualquer coisa que você fale que não segue a cartilha do globalismo.

No episódio Hated by The Nation, a história gira em torno do discurso de ódio na internet, mas o discurso de ódio de verdade, aquele que um monte de gorda do cabelo azul se junta pra atacar uma empresa por fazer uma propaganda utilizando uma mulher gostosa ou simplesmente fabricar um produto que elas não gostem. Voltando ao episódiblack-mirror-hated-in-the-nation-2o, existe uma empresa que inventou abelhas robôs, pra substituir as abelhas de verdade, extintas em um futuro próximo, na distribuição do pólen, e por acaso as mesmas abelhas estariam sendo usadas pelo governo britânico para espionagem, mas isso não vem ao caso nesse assunto, o caso é que um louco que trabalhou na empresa, hackeou as abelhas para que elas matassem a pessoa que liderasse o topo dos trending topics do Twitter com seu nome junto a hashtag “#DEATHTO“.

Foi um “sucesso”, na primeira vez, a vítima foi uma jornalista que criticou um ativista cadeirante, no dia seguinte um rapper que criticou um fã também virou presunto, ou seja, o cara apenas realizou a vontade do povo, que com certeza não mataria a pessoa, mas não pensa duas vezes antes de matar a reputação de alguém ou de uma empresa.

A verdade é que o ser humano que segue o politicamente correto, é mimado, carente e inconsequente em sua essência, ele pra satisfazer seu ego e se ver integrante de um grupo, passa por cima da moral e dos bons costumes, e muitas vezes destrói a vida de uma pessoa sem pensar duas vezes, em nome de uma causa que no fundo ela não acredita.

Semana passada um homem comentou em uma foto da Daniela Mercury que ela tinha virado gay pra se aparecer, uma opinião que representa a de milhares de brasileiros, mas a patrulha do politicamente correto não exitou em negativar a página da empresa que ele trabalhava, exigindo sua demissão. PUTA QUE PARIU, a pessoa tem que ser muito lixo pra prejudicar um pai de família pra defender uma cantora que caga pra ela, pra defender a tal causa gay, que assim que passar a rebeldia, ela para de beijar a amiguinha no intervalo do colégio e volta a sentar em diversos tipos de pistola.

Porém, em Black Mirror, o plano era inverso, assim que a polícia achou que tinha conseguido reverter o programa hackeado, se deu inicio ao plano real, as abelhas mataram todo mundo que postou a hashtag assassina. E assim está acontecendo no mundo real, as empresas acabam saindo mais fortalecidas quando passam por esses ataques caluniosos, assim como as pessoas que costumam fazer esses ataques, estão tendo sua reputação assassinada ao invés do contrário. Quando você vê uma avaliação negativa em uma empresa feito por uma gorda do cabo rosa com tatuagem na cara, você da crédito pra empresa ou pra ela?

Como assim ninguém liga pro meu tio homofóbico que me chamou de fresco por eu não comer carne? Como assim meu pai compartilhou post do Bolsonaro e minha mãe curtiu? Como assim meu avô de 80 anos falou que o Ustra matou pouco no grupo do zap da família e todo mundo concordou?   O mundo virou um lugar ruim pra se viver? As pessoas viraram homofóbicas, racistas e preconceituosas?

Não, você é que virou um viadinho sensível que quer que o mundo te dê a convicção que você nunca teve dos seus ideais. Você não tá tentando me convencer das suas ideias, você só está tentando me fazer concordar com você, pra quem sabe assim, você se sentir menos idiota. Você não passa de uma peça minuscula, totalmente substituível de um sistema sujo de globalismo.

Põe a mão na consciência e pensa que a empresa que você difama acusando de machismo por usar uma mulher adulta, que passou anos cuidando do corpo e com certeza se ofereceu pra fazer a propaganda depropaganda-itaipava-verao-ml-volume-garrafa-lata-silicone biquíni, além da gostosa que você tem inveja, emprega muitas outras pessoas, que ao contrário de você, tão cagando pra movimento LGBT, movimento negro, movimento sem terra, movimento sem pai… O único movimento que elas se preocupam, é com o movimento da conta do Itaú no dia 5.

Atrás daquele perfil do facebook que tem uma opinião diferente da sua, e você se sente no direito de ir na página da empresa que ele trabalha pra falar merda, pode ter um cara pobre que depende muito do emprego pra colocar comida na mesa dos filhos, aquele mesmo cara pobre que você finge que se preocupa quando abre essa boca com bafo de rola pra falar de igualdade social.

Anúncios

5 comentários Adicione o seu

  1. Anonimo disse:

    Essas gordas feministas morrem de inveja isso sim. Quando elas condenam o “machismo” na propaganda de cerveja é porque eles querem dizer que não aceitam que existam mulheres lindas e atraentes, ao contrário delas que são vulgares, sujas, feiosas e rotundas.

    Curtir

  2. Anonimo disse:

    “Aiiiin o mundo está tão preconceituoso e racista ultimamente”. Não é mundo que é “intolerante”, não é o Trump e o Bolsonaro que são “nazistas”. É porque no mundo de hoje o homem ocidental está cada dia que passa mais afeminado, mais boiola, frouxo, fraco, não come carne e admira mais um bandido que na concepção dele é “vítima da sociedade” do que o próprio pai que lhe deu amor, atenção e carinho. E esses humanistas famosos do youtube, tu pode ver brother,. São tudo esses gordões ridículos e feiosos que foram zoados à exaustão na escola e depois que cresceram resolveram se juntar aos “oprimidos” para “Lutar por um mundo melhor”. Nerds fracassados, infelizes, rancorosos e perdedores. Os famosos losers que eram zoados na escola.

    Curtir

  3. Anti-nerd disse:

    Todos esses youtubers metidos a “cientistas”, “intelectuais”, “humanistas” que odeiam a direita e o Bolsonaro são aqueles cuzões idiotas que a gente zoava na hora do recreio no colégio. Sim, aqueles bobões afeminados que não comiam ninguém e que eram nerds. É tipo Pirulla, e outros nerds fracassados do youtoba. kkkkkkk

    Curtir

  4. Interessante é que essa mesma moça que se cuidou e fez propaganda da cerveja, depois da onda politicamente correta, não consegue se encaixar em um mercado em que não se vendem ideias, mas sensações.

    Como, por exemplo, pegadinhas escatológicas e coisas que fariam Beavis e Butthead parecerem o Einstein.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s